Marca Maxmeio

Notícias

Home · Notícias
18 de outubro de 2019

Comissão permanente da Anamatra Mulheres é nomeada

Sete magistradas integram o grupo, que discutirá políticas de inclusão da mulher no sistema de Justiça, entre elas, a vice-presidente da Amatra21, Daniela Lustoza.

A presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Noemia Porto, nomeou e constituiu, nessa quarta (16/10), pela Portaria nº 20/2019, a Comissão Permanente Anamatra Mulheres. O grupo será integrado pela presidente e mais seis magistradas:

Daniela Lustoza Marques de Souza Chaves - Conselheira Fiscal da Anamatra
Deizimar Mendonça Oliveira - Amatra 23/ representante da Região Centro-Oeste
Laura Cavalcanti de Morais Botelho - Amatra 6 / representante da Região Nordeste
Odaise Cristina Picanço Benjamin Martins - Amatra 8 / representante da região Norte 
Patrícia Maeda - Amatra 15 / representante da Região Sudeste
Vanessa Karam de Chueiri Sanches - Amatra 9 / representante da Região Sul

Entre os objetivos da Comissão estão a sensibilização da comunidade de magistradas e magistrados sobre a existência de assimetrias substanciais entre os gêneros, a reflexão sobre o tema desigualdade de gênero em múltiplos vieses, a inserção de debates sobre o tema em eventos da Anamatra, a elaboração de políticas de incentivo à participação feminina no Poder Judiciário e no âmbito associativo, entre outros.

De acordo com o regulamento da Comissão, o ponto nuclear de atuação, em um primeiro momento, diz respeito à tentativa de tornar visível a magistrada, em especial, no ramo trabalhista do Poder Judiciário, estimulando a tomada de consciência sobre o tema mediante o recurso da oferta da fala às juízas. Segundo o documento, em relação ao debate, não há homogeneidade de conscientização sobre as assimetrias estruturais envolvendo mulheres e homens no âmbito da Magistratura.

Autor: Com informações da ANAMATRA.