Marca Maxmeio

Notícias

Home · Notícias
05 de outubro de 2018

TRT-RN e MPT reformam Delegacia de Polícia de Pau dos Ferros

Uma parceria entre o Tribunal do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) e a Procuradoria Regional do Trabalho (MPT-RN) melhorou as condições de trabalho dos policiais civis que atuam em Pau dos Ferros, na região oeste do estado.

O prédio onde funcionam as delegacias Regional do Alto Oeste e do município foi reaberto nesta semana após uma reforma completa, custeada com recursos de uma Ação Civil Pública proposta pelo MPT-RN de Mossoró, contra a CAERN.

A juíza Jólia Lucena, então titular da Vara do Trabalho de Pau dos Ferros, atendeu ao pedido do Ministério Público e determinou a destinação de uma condenação por danos morais coletivos para a reforma das delegacias de polícia de Marcelino Vieira, Pau dos Ferros, Alexandria, Martins e Portalegre.

Na delegacia de Pau dos Ferros, todas as celas da antiga delegacia deram lugar a uma sala de investigação, uma sala de plantão, uma cela de contenção, uma área para receber preso.

A nova delegacia de Pau dos Ferros também ganhou um amplo alojamento, com closet e banheiro privativo para os policiais que trabalham no prédio, banheiros novos e um banheiro para os portadores de necessidades especiais.

O piso da delegacia foi substituído, de granilito por um piso cerâmico, o que proporcionará um ambiente mais higiênico.

Também foram instaladas divisórias em drywall em fibra de vidro, para isolamento acústico e toda instalação hidráulica e elétrica foi substituída.

O prédio recebeu a instalação de nove condicionadores de ar, incluindo a climatização da recepção, com uma central de 24 mil BTU''s, muro frontal e melhoria na iluminação externa.

"Agradecemos à Justiça do Trabalho e ao Ministério Público do Trabalho os quais vêm tornando possível uma melhoria na estrutura física dos prédios da Polícia Civil", destacou o delegado Herlânio Cruz.

O prefeito de Pau dos Ferros, Leonardo Rêgo, também reconheceu o trabalho feito pelo Ministério Público do Trabalho e pela Justiça do Trabalho, "que tem proporcionado melhorias como essa que hoje assistimos".

Autor: Ascom - TRT21